domingo, 9 de outubro de 2011

Sacrificed - ‘Tour of Reflections’ - Datas Anunciadas




Já com o CD ‘The Path of Reflections’ em mãos, a banda SACRIFICED parte para a turnê de promoção do trabalho.
Intitulada ‘Tour of Reflections’, a primeira fase da excursão se concentrará no território brasileiro. Algumas datas já estão agendadas:
08/10 – Cataguases/MG – Rock Alive
15/10 – São José da Lapa/MG – Rock n’ Lapa
22/10 – Sete Lagoas/MG – Route 66
29/10 – Lagoa Santa/MG – Halloween
30/10 – Belo Horizonte/MG – BH METAL FEST
05/11 – Piracicaba/SP – D’Vinci Rock Bar
20/11 – Belo Horizonte/MG – Stone Metal Fest
Além da qualidade musical da banda, algo sempre chamou a atenção foram suas apresentações energéticas, seja com bandas locais, seja com internacionais, como foi o caso do Eluveitie e The Agonist.
A banda está disponível para negociação de shows em todo o Brasil através do e-mail:
Para quem quiser comprar o novo trabalho, pode fazê-lo através do site do selo Shinigami Records: www.shinigamirecords.com.br e pelo e-mail da banda: assessoria@sacrificed.com.br
O CD também pode ser encontrados nas lojas King Dragon (www.kingdragon.com.br) e Metal Media Mailorder (www.metalmedia.com.br/mailorder).
Contato para shows e merchandise: assessoria@sacrificed.com.br

sábado, 8 de outubro de 2011

Banda Achilles de volta a BH


A banda ACHILLES desde 2005 está ativa em Lafaiete e Região. Em uma nova formação, continua tocando covers de grandes nomes do Metal, como AC/DC ,Black Sabbath, Iron Maiden, Led Zeppelin, Deep Purple, Pantera, Hellowen.

E a banda retorna aos palcos de BH e participa do evento Nuclear Festival.

Cast do evento: 

Ihadurca (Metal/J-Metal)
Native in Black (Iron Maiden, Sepultura)
Remains (Slayer, Metallica, Exodus)
Rocking Riders (Heavy Metal)
Territory (Sepultura Cover)
Waking The Demon (Iron Maiden, Metallica)
Achilles (Led Zeppelin, AC/DC)

Evento: Nuclear Festival (Open the Gates Produções).
Data: 09/10/2011
Local: Matriz (Rua Guajajaras, 1353).
Hora: 14h.




SHINIGAMI RECORDS: COLETÂNEA DE BANDAS NACIONAIS COM NOME E LOGO DEFINIDOS.

A coletânea de bandas nacionais, que será lançada pela Shinigami Records no segundo semestre do próximo ano, já tem nome definido: Hellstouch.
O concurso para participar desta coletânea será realizado entre os meses de outubro de 2011 e abril de 2012 e as bandas interessadas devem enviar no mínimo duas músicas (ou o link para download ou a página de My Space) através do e-mail coletanea@shinigamirecords.com ou por envio postal para Twister  A/C Coletânea, no seguinte endereço: Caixa Postal 60191·CEP 05323-970·São Paulo·SP.
O concurso terá duas etapas: na primeira serão selecionadas 10 bandas (ou 80 minutos de gravação) e na segunda etapa, estas bandas participarão de uma votação feita pelo público. As bandas classificadas nas primeiras quatro posições terão o seu trabalho lançado pela Shinigami Records: o segundo, terceiro e quarto lugar em um split, enquanto que o primeiro lugar em um CD completo. Ambos os lançamentos estão previstos para o primeiro trimestre de 2013.

O regulamento do concurso já está disponível no seguinte link (http://www.filesonic.com/file/2388342704/Regulamento_Hellstouch.pdf)
Para mais informações sobre este concurso e a coletânea “Hellstouch” segue-nos nas redes sociais Twitter, Facebook e Orkut ou acessa nossa página web www.shinigamirecords.com.br
 

sábado, 25 de junho de 2011

Banda HUST a procura de músicos. BH/MG


BANDA HUST A PROCURA DE MÚSICOS - BH/MG

Guitarristas e Baixista
Estilo da banda: Uma mistura de Rock N Roll, Blues, Hard Rock e Heavy Metal Tradicional

Exigências
- Idade acima de 27 anos;
- Ter instrumento próprio;
- Responsabilidade e disponibilidade para trabalhar com músicas próprias e covers.

Confira Videos da banda:

Interessados entrem em contato através do e-mail: 
steker@ig.com.br (Rodrigo Neves - Drummer) 

sexta-feira, 10 de junho de 2011

RESENHA BANDA HOCNIS NO SITE ARTE METAL

HOCNIS – “DEMO (NIAC)” – Mas uma ilustre filha do Metal Extremo mineiro, a Hocnis faz um Death/Thrash Metal típico de suas terras, porém com um leve toque que deixa seu som mais atualizado (não confunda com modernidade). Os vocais mesclam bem os dois estilos citados, enquanto que o instrumental prima por misturar técnica com simplicidade (sim, isso é possível) dando variações bem interessantes ao som do grupo. Vale a pena conferir.
www.myspace.com/hocnis


Acessem o link da resenha! 
http://blogartemetal.blogspot.com

FESTIVAL LISERGIA - SÁBADO 18/06 AS 14HRS

Saudações amigos seguidores do blog.

O post de hoje é para divulgar um o evento Lisergia. O evento terá a participação da grande banda HUST, banda que tem em sua formação o grande baterista Rodrigo Neves (um dos fundadores da banda Mutilator).

Segue o flyer do evento. Vamos lá Galera de BH!!!

sábado, 28 de maio de 2011

EX-MACHINA - Metal Core - Belo Horizonte/MG



Banda metal hardcore formada em maio 1999  em Belo Horizonte com a proposta de fazer um som pesado, denso e agressivo mesclando diversas influências do metal e do hardcore. 

Origem do nome: 
ex machina: (da dramaturgia grega) 
Algo ou alguém que surge de súbito,inesperadamente, causando grande impacto e espanto, alterando a estória após sua aparição.

Os Temas abordados pela banda são: Hipocrisia, violência, dependência, opressão, ignorância, política, drogas, cotidiano, religião, comportamento, sociedade, relações sociais e afetivas, discriminação, fé e existencialismo.



Trabalhos lançados: 

BEYOND AGGRESSION - Demo-tape Lançada em agosto de 1999
PERVERTED - Demo-cd lançado em maio de 2003 
A SHOT IN YOUR FAITH! - Ep lançado em janeiro de 2007 e remixado em 2009 sendo lançado em 2010 versão split-cd com a banda SEVERA pela 53 HC Records.



A banda tem em seu curriculo a participação em vários festivais de destaque, entre eles:

- (2000) Participação no longa-metragem mineiro SAMBA CANÇÃO, de Rafael Conde, tocando a música própria  new song (for the demented).

- (2001) Banda selecionada a participar do festival Divino Rock realizado em Divinópolis/MG, durante a Festa Nacional da Cerveja.

- (2002) Selecionada a participar das eliminatórias de festival Camping & Rock (BH./MG)

- (2003) Selecionados novamente para participar do festival Divino Rock realizado em Divinópolis/MG, durante a Festa Nacional da Cerveja.

- (2004) Vencem a etapa final do festival Vitrola 2 em BH./MG

- (2004) Ficam em 3º lugar na etapa final do festival Afonso Pena Rock em BH/MG.


Atual Formação: 

Leönidas: baixo e vocal
Karl: Guitarra
Gentil: Bateria

ENDEREÇO: 
A/C LEÖNIDAS - Rua Frederico Bracher Júnior> 300A/1006 > cep. 30720-000 > Carlos Prates > Belo Horizonte > Minas Gerais > Brasil

TELEFONES
(0XX31) 2515-1623/9707-4631

CORREIO ELETRÔNICO
exmach@zipmail.com.br

PERFIL NO ORKUT
http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=10763044845792188158

COMUNIDADE NO ORKUT 
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=3101985

PERFIL NO PURE VOLUME 
http://www.purevolume.com/exmachinametalcore

PERFIL NO MYSPACE 
http://www.myspace.com/exmachinametalcore

PERFIL NO FACEBOOK
http://www.facebook.com/reqs.php?fcode=a43386ec5&f=100002100683800#!/profile.php?id

sexta-feira, 13 de maio de 2011

HOCNIS - "Agressivo, Cativante, Sem Tendências!" - UnderGrind (Canadá)

SINGLE - DEMO(NIAC) EM SITE CANADENSE... CONFIRAM!


“Eles lembram mais o Thrash dos anos iniciais, mantendo as coisas mais acessíveis, agressivas e cativantes, sem tendências de sobre-produção. Eles sabem como criar velocidade, mas a maioria da demo serve para pessoas que gostam de um ritmo mais lento martelando. Então, descanse as mãos no palco e bata cabeça! Hocnis está no seu caminho e não vai demorar muito antes do lançamento do seu álbum completo. Então vamos ver realmente do que Hocnis é feito.”



Para ler a resenha completa (em Inglês), por favor, visite: 

Contato para shows e merchandise 


Sites Relacionados:

HUST - Rock n' Roll/Blues - Belo Horizonte/MG

É um imenso prazer divulgar o trabalho desta banda, os caras fazem um som da pesada e a formação conta com o grande Rodrigo Neves (baterista), um dos membros  fundadores da banda mineira Mutilator, ou seja um músico que viveu os primórdios do metal em BH. Agora ele nos presenteia com uma sonzeira baseada no Rock N' Roll e no Blues. Atualmente a banda está em pleno vapor no processo de composição para em breve lançar seu primeiro trabalho. 


Biografia

Formada em outubro de 2009 por Rafael Dias (Guitarra e Vocal), Felipe Menezes (Baixo, Vocal e Harmonica) e Rodrigo Neves (Bateria) visando homenagear a época que consideramos ser a mais marcante do Rock N Roll e do Blues, as décadas de 60 e 70. 


Em abril de 2011 o tecladista Rudrix entra para a banda completando assim a formação considerada ideal pelos integrantes. Guitarra, baixo, teclados e bateria, possibilitando uma melhor proximidade com as versões originais dos covers escolhidos. 


A banda tem como influencia verdadeiros monstro do Rock mundial: CREAM, BLUE CHEER, JIMI HENDRIX, LED ZEPPELIN, BLACK SABBATH, STEPHENWOLF, MUDDY WATERS, ROBERT JOHNSON, DEEP PURPLE, THE DOORS, THE BEATLES, B.B. KING


Line-Up

Rafael Dias - Guitarra e vocal
Felipe Menezes - Baixo e vocal
Rodrigo Neves - Bateria
Rudrix - Teclados





Contatos: 
rafael_dias_505@hotmail.com / steker@ig.com.br


Confira Videos da banda:



sexta-feira, 6 de maio de 2011

SABRE - Hard n´Rock - Videira/SC


Formada em meados de 2004 pelo guitarrista Elias Scopel Liebl e pelo baterista Mario Oliva na cidade de Videira – Santa Catarina, a banda segue para cidade de Curitiba – Paraná, onde inicia suas atividades. Já com o nome SABRE, a banda recruta para ocupar o posto de baixista o amigo Wagner Maschio. Formando em definitivo o trio: Scopel, Oliva e Maschio.
Passados alguns dias o guitarrista Scopel teve contato com o vocalista Guilherme “Indianwest” Oliveira (Satraybullet, Silent, Michael Riesenbeck, IonU e AURA), que logo viria a se envolver com a banda fazendo ensaios, shows e iniciando em 2005 a gravação do EP, intitulado Boemia. As gravações do EP ainda tiveram algumas participações especiais com os vocalistas André Mendes (Dragon Heart), Giuliano Schmith (Still Life) e o próprio Rafael Steel.


Em outubro de 2006 a banda vai para a ilha de Florianópolis-SC no estúdio AML sobre produção de Alexei Leão (Stormental) gravar seu novo CD intitulado Burning Wheels. Depois de gravadas as baterias, Scopel assume o posto e grava todo o resto do CD, incluindo vocais e baixos, o CD também conta com a participação do guitarrista Rafael Scopel (Ex Stormental e Still Life) primo de Scopel. Antes de terminar a mixagem e masterização do CD Burning Wheels a banda decide lançar um EP intitulado Estrada de Rosas pela tecnologia SMD, sendo exclusivamente para fãs e emissoras de rádios. Este EP contém versões exclusivas que não se encontram nos demais trabalhos. Os dois últimos trabalhos foram lançados em 2007, seguidos de alguns shows incluindo a indicação Brasileira ao Battle W.O.A (Wacken Open Air) realizada em Santa Catarina.
Em 2009 a banda recruta ao posto de baixista Jean Medeiros substituindo Maschio que por motivos profissionais teve de ausentar-se da banda. Neste mesmo ano fazem uma serie de shows pelos principais palcos dos festivais Catarinenses, incluindo alguns programas de Televisão, shows com participação de Edu Ardanuy (Dr Sin) e alguns festivais ao lado de nome como Glenn Hughes (Deep Purple, Black Sabbath), Graham Bonnet (Rainbow), Raimundos, CJ Ramone (Ramones), Garotos Podres, etc. Pela primeira vez a banda Sabre também toca no festival Araraquara Rock e no Blackmore Bar no estado de São Paulo. Ainda no final de 2009 a banda entra no Estúdio Fonte Sonora para gravar o EP intitulado Rock’n Road.


Logo no início de 2010 com o EP Rock’n Road praticamente concluído uma nova notícia, a banda recruta para tomar conta das baquetas o produtor do novo EP, Filipe Argenton (Fiti) que segue com a banda por vários shows no litoral Catarinense e interior do Rio Grande do Sul. O novo EP ainda conta com a participação dos irmãos violinistas Aymore e Bira, no sax Márcio Quick e nos teclados Marcos Véia. Com o lançamento do novo material e nova formação a banda segue na estrada divulgando o EP - ROCK’N ROAD.
Atualmente a banda está gravando seu novo CD que em breve deve estar saindo do forno. 
Integrantes
Elias Scopel Liebl (Guitarra, Violão e Voz), 
Filipe Argenton (Bateria e Voz), 
Jean Medeiros (Baixo)

Discografia
Boemia (2005), 
Estrada de Rosas (2007), 
Burning Wheels (2007) e 
Rock’n Road (2010)

               Contatos
Rua Jacinto Forlin - nº 150, Bairro Portal, CEP: 89560-000, Videira-SC, Telefones (49) 9919 3901 / 3566 1873 ou (48) 88573701

Myspace
Orkut: 
E-mail
Twitter: @sabreband
Facebook: sabre rock
2007 - Burning Wheels 

segunda-feira, 2 de maio de 2011

DIVINE DEATH - Belo horizonte/MG

Saudações Amigos 
Neste post tenho o prazer de divulgar o trabalho de uma banda que tenho orgulho de ter dividido o mesmo palco e também tive a felicidade de ir a vários shows, e posso dizer que o Divine Death ao vivo não deixa pedra sobre pedra. 

Agradeço ao grande Markin pelo material a mim enviado e espero que gostem!!!



Em 1990 é formada em Belo Horizonte a Divine Death, banda que se tornaria uma das mais conhecidas dentro do cenário do Death Metal Mineiro, nome este escolhido em homenagem a banda Napal Death, apreciada pelos componentes do Divine, principalmente pela música que os ingleses praticavam, tornando-a assim influencia para vários outras bandas musicais planeta afora.

Incubinho, Valney, Henrique , Marquinho e Punk. 

A formação original do Divine Death apresentava Pank na bateria, Incubinho no contrabaixo, Walner na guitarra e posteriormente Henrique Zanadreis também na guitarra e Marcos Machado nos vocais. Com esta formação a banda grava o Clássico álbum “Human Incarnation Sclerosis” lançado em 1994 pela Miragem Records.

1994 - Human Incarnation Sclerosis

Em 1996 a banda entra novamente em Studio, desta vez para registrar a demo-tape “Divine Death”, contanto com o novo baixista Andrews Cross. A banda esta no caminho certo para se tornar uma das mais importantes do cenário nacional. Ocorreram alguns shows pelo Brasil, mas infelizmente, por uma divergência entre seus integrantes, a banda teve que dar um tempo e não decolou como se esperava.

No ano de 1998 por intermédio do vocalista Marcos Machado (Markin), p Divine Death resurge, contanto com músicos de tinham experiência na cena mineira: Renato Audrey (1998-1999 ex: As Prophecies, Spittle, Impurity, Paradise in Flames e Insaned), Vitor (1998-1990) e Marlon (1999-2000) nas guitarras, Sidney na Bateria (1998-2000 ex: Spittle e Torment), Thiago (1998), Schumacher (1999-2000) e Warley no contrabaixo. Juntos estes músicos dariam seqüência ao trabalho que gerou em 2001 o mcd-demo intitulado “Unfected By The Church”, neste período a banda contava com a nova formação, esta responsável pelo registro e composição de parte deste novo artefato: Markin (Vocals), Alex Albernez (guitars), Andreas M. Pereira (bass), André Ferreira (Drums) e André Ricardo (guitars).

2001 -EP - Infected by the Church

Em 2009 o Divine Death ressurge reformulado e mais coeso, mantendo seu tradicional vocalista Markin que, juntamente com seus novos comparsas, Renato Audrey (Guitars), Malu Henndrys (Bass, Ex: Insurrection, Vector Underfate), Bruno Camargo (Guitars, Ex: Vector Underfate) e Evandro (Drums, ex: As Prophecies e Arkebeltz), estão prontos para tocar seus instrumentos infenais, registrar seu novo álbum e permanecer como sempre atormentando as almas com seu Death Metal Alucinante. 



segunda-feira, 25 de abril de 2011

Butcher - Astral Karma [1993]

Neste post recordo mais uma grande banda de Belo Horizonte! 


Genero - Thrash, Progressive Metal

Banda surgida em 1987, em Belo Horizonte, contando com Marcelo Mendes na bateria, Mauro na guitarra, Júnior nos vocais e Paulo no baixo. Na outra guitarra, Charley Vasconcelos. O estilo da banda é ainda facilmente enquadrável...Em 88 se torna um trio: Charley assume o vocal e Vladimir Micheletti entra no baixo. Em 1989, com a entrada de Blarth (Tim) na segunda guitarra, o Butcher volta a ser um quarteto. Nesse período, gravam as demo-tapes "Way of Darkness " e "Harmony has no Limits" (ambas de Charley), na qual a banda já mostra forte identidade e inovações na linguagem musical da qual partiam - geratriz de referências para as experiências futuras.A Cogumelo Records contrata a banda para gravar duas músicas inéditas na coletânea "Warfare Noise 3" em 1990: Frontiers of chaos e Quest. Vladimir, que passa a dividir os vocais e composições com Charley, grava a voz em Quest. Nos fins de 91, Guilherme De Marco substitui Blarth. Gravam o demo-tape "Feedbacklife".Em 1992, Charley e Marcelo saem, por motivos distintos. Vladimir passa definitivamente a fazer o vocal. Entra Robson Angelo, que já tocava com Guilherme, na bateria. A banda novamente se torna um trio. Após um ano de ensaios e uma nova demo tape, "Inside The He", gravam o seu único álbum, o obscuro "Astral Karma", lançado em 1993, unicamente em formato vinil, pela Cogumelo Records. Em 1994 uma queda de meteoritos na cabeça dos integrantes extinguiu a banda, quando preparavam o material do segundo álbum e as turnês pelo litoral brasileiro.O material deste segundo álbum é um desenvolvimento da musicalidade e poesia ainda latentes em "Astral Karma", como vocês já podem conferir aqui. 

Butcher 1990 - Vladimir, Tim, Marcelo, Charley

Butcher 1993 - Guilherme, Vladimir, Robson


Show de lançamento do Astral Karma

(Fonte, Tramavirtual)



Track List
Analytical Soldier
Inside
Matrimonial/Open Fire
Quest
Spiritual space
Stop
The He
Try-Out
UFOs





sábado, 23 de abril de 2011

THE MIST - Belo horizonte / MG

Saudações pessoal! 

Neste post faço mais uma homenagem para mais uma grande banda de Belo Horizonte! 
Eu tive a oportunidade de conferir vários shows da banda e confesso que os caras eram foda, infelizmente a banda não existe mais, o deixou todo o seu legado e que serve de escola para quem está começando a curtir heavy metal.

Espero que gostem!!!

A pré-história



Tudo começou com a antiga banda Mayhem(BR), uma das dezenas de bandas deThrash Metal que disputavam um espaço na diversificada cena de Belo Horizonte. O Mayhem lançou apenas uma demo com duas músicas( Brain Mutilation Wardeath e Insane Minds), esta demo, intitulada Adrenalin, de março de 1986.O Mayhem teve certa notoriedade quando teve suas duas músicas inclusas na coletânea Warfare Noise II , promovida pela Cogumelo Records.O line-up da banda, que chegou a gravar era :


  • Gentil - Vocal
  • Beto - Guitarras
  • Reinaldo "Cavalão" - Guitarra (R.I.P.)
  • Renato "Pururuca" - Baixo
  • Cristiano "Balão" - Bateria
Com o fim do Mayhem, alguns dos membros da banda se uniram e formaram o The MisT.



Phantasmagoria

O The MisT foi formado pelos músicos Vladimir Korg(voz), Christiano Salles(bateria), Reinaldo "Cavalão"(R.I.P) e Roberto Lima (Guitarras) e Marcelo Diaz(baixo), nos idos de 1988. Com esta formaçao, lançaram seu primeiro disco, pela gravadora Cogumelo Records, em 1989.
"Phantasmagoria" é um disco que se encaixa perfeitamente à aquela época, em que o gêrero mais aclamado em Belo Horizonte era o Thrash Metal e o Death Metal, com expoentes renomados, como ChakalSarcófagoSepulturaOverdoseHolocausto e o próprio The Mist, que passou a ficar conhecido na região. O Disco continha faixas bem pesadas, porém nao ao estilo extremo como o de outras bandas. Mesmo um pouco crú, e com alguma falta de experiencia dos músicos, com certeza um excelente disco, muito comentado na época. As letras , escritas por "Korg", eram extremamente politizadas, fato que caracterizou eternamente o som da banda. "Korg" possuia um total domínio sobre os temas sociais e políticos. As letras possuiam também um certo cunho depressivo, destrutivo, fazendo constantemente críticas à sociedade e seus dogmas (característica marcante de Korg, que moldava suas composições sob estes aspectos desde a época do Chakal).
Com isto, o The Mist passa a ser reconhecido, no entanto, o Guitarrista Reinaldo, conhecido como "Cavalão", se retira da banda e monta o "Gothic Vox". Posteriormente "Cavalão" falece .O guitarrista Roberto também se retira do The Mist.

The Hangman Tree

O segundo disco é lançado, em 1991. Com a saída dos guitarristas originais, o substituto encontrado é nada menos que Jairo Guedez, ex-Sepultura. Trata-se do extraordinário "THE HANGMAN TREE", considerado por muitos o melhor disco de Thrash Metal do Brasil. Um disco conceitual, que contava a história de uma pessoas que estava prestes a ser enforcada. Foi um dos primeiros a ser lançado em CD .
A banda estava no auge, lotava clubes em todas as partes em que ia tocar.Desta vez, o som já nao era tão inibido. Todos os músicos se sobressairam neste disco, com para Marcelo Diaz com uma criatividade fenomenal, e Christiano , que espancava a bateria. O vocal de Korg estava mais rouco e sombrio que nunca. Korg conseguiu aliar seus vocais agressivos às letras destrutivas. O interessante do disco é justamente a forma com que as melodias foram mescladas as letras.Existe um equilíbrio perfeito entre a melodia e a letra.
O lado Lírico do disco é marcado por letras depressivas e destrutivas, acompanhadas por uma fúria enlouquecedora. "Hell Where Angels Live...My Life is an Eternal Dark Room" é um exemplo claro. Mais uma vez, o vocalista "Korg" se mostra um compositor louvável. Os músicos da banda seguem a linha de riffs rápidos e violentos, uma bateria veloz e um baixo potente. Ouvir o The Hangman Tree é uma experiência única. Eu diria se tratar da perfeição máxima do que pode ser chamado de Thrash Metal. A violência sonora unida a letras destrutivas.


Ashes To Ashes

Após a explosão do disco The Hangman Tree , é anunciada a saída do vocalista Vladimir Korg. A banda se prepara para lançar o terciro disco, desta vez, com um lado industrial. O sucesso da banda se mantém, embora, da primeira vez, é difícil assimilar o som do novo disco, lançado em 1993,intitulado "Ashes to ashes...dust to dust".

Como já dito, neste disco nota-se uma forte infuencia de metal Industrial, com passagens eletyronicas, sintetizadores, etc....Sem os vocais de Korg, percebe-se grande diferença. O vocalista do disco era Marcelo Diaz, o baixista de sempre. Marcelo usou muitos efeitos na voz, e ao que parece, gravou com sobreposições de voz. Ashes to Ashes,Dust to Dust mantém o Thrash que consagrou o The Mist em músicas como "Cross Child", "Blind", entre outras, mas em algumas músicas a influência do industrial aparece com clareza, como no caso de "Disaster", e da fantástica "99 Dead(Wonderland)".
Sem dúvidas, um disco amado e odiado pelos fãs, mas, tecnicamente falando, trata-se de um disco excelente.Ainda podemos ouvir a bateria sendo espancada. O The MisT continua sendo o mesmo, apesar das drásticas mudanças.


Gottverlassen

Este era o título do último disco do The Mist, lançado em 1995. Gottverlassen (alemão), traduzindo para português: Esquecidos Por Deus.
Logo na capa, percebe-se a diferença entre o novo e o velho The MisT. O logotipo já nao é o mesmo de antes, a capa demonstra raiva, e maturidade de uma banda já consagrada.
Desta vez, o industrial é mantido, mas com muito mais maturidade. Nao chega a ser experimental como o anterior, mas extremamente curioso.Os elementos Thrash aparecem mais no disco. Um dos atributos positivos deste disco é a produção exemplar. O disco foi muito bem produzido, a qualidade nas músicas reflete isto com clareza. Do ponto de vista da produçao,é o melhor ; mas no decorrer do disco muitos elementos se diferem das características adotadas pela banda nos discos anteriores, embora os elementos Thrash Metal tenham sido utilizados, como riffs e bateria velozes. Gottverlassen é um disco extremamente curioso. Quanto a formaçao, Mantiveram-se Christiano (bateria) e Jairo(guitarra). O vocal ficou com Cassiano Gobbet, assim como o baixo. Já na turnê, o guitarrista Fabio Andrey foi convidado.

O fim da banda ocorreu algum tempo depois do lançamento de Gottverlassen, por volta do ano de 1997, sem um motivo aparente...deixando uma legião de fãns desolados.

DISCOGRAFIA

1989 - Phantasmagoria (LP)
1991 - The Hangman Tree (LP) (CD)
1993 - Ashes to Ashes…Dust to Dust(CD)
1995 - Gottverlassen(CD)

quarta-feira, 20 de abril de 2011

MUTILATOR - Belo Horizonte/MG


Saudações Caros amigos, 
Este post é uma simples Homenagem da minha parte a esta grande banda mineira e ao grande Amigo Ricardo Neves (Baixista Fundador da banda), que cedeu o texto abaixo e as fotos. Espero que gostem!


Em meados dos anos 80 Belo Horizonte foi invadida por uma avalanche cultural underground, onde um grupo de jovens crescia ouvindo o que existia de melhor no heavy metal mundial.
Nessa epoca várias bandas surgiram no cenário de Belo Horizonte conquistando rapidamente o mercado underground do Brasil, Estados Unidos e Europa.
Bandas como Sepultura, Overdose, Chakal, Sarcofago, Kamikaze ganhavam a cada dia a cada show o seu espaço na mídia e dentre essas bandas o Mutilator teve enorme destaque no cenário metal nacional e internacional.


O Mutilator foi fundado no início dos anos 80 pelos irmaos Rodrigo Neves Costa (baterista) e Ricardo Neves Costa (baixo) rapidamente se juntaram aos dois irmaos os amigos Kleber (Guitarra) e Alexandre  Magoo ( guitarra in memorian). Nesse período começou a busca por um vocalista que se encaixa-se no som agressivo e rápido do Mutilator, vários vocalistas passaram por testes, mas o escolhido foi Silvio SDN que se encaixou perfeitamente com a proposta da banda. Nesse periodo o Mutilator dividia seus ensaios com o Sepultura na casa do baixista Paulo Junior, e nesse período vários shows começaram a aparecer em Minas Gerais e principalmente no estado de Sao Paulo. Não demorou muito para aparecer o interesse de uma gravadora no caso a Cogumelo Records pioneira no mercado Heavy Metal no Brasil.

Release - 1987

O Mutilator entrou no estudio para gravar seu primeiro disco o entaõ Warfare Noise uma coletânea histórica que contava também com a participação das Bandas Chakal, Holocausto e Sarcofago.
O Reconhecimento veio de forma avasalarora para as quatro bandas que tocaram muito por todo o Brasil. Rapidamente e Cogumelo Records teve o desejo de gravar de forma individual as quatro bandas, foi quando o Mutilator gravou o histórico e respeitado Imortal Force já sem a presença de Silvio SDN nos vocais, e Kleber na função de guitarra base e vocais.


Com Immortal Force a banda viajou todo o Brasil, ganhando a cada show um publico muito fiel e ficou muito bem tocada nas rádios especializadas em Heavy metal nos Estados Unidos e na Europa.
Apos um longo período de shows e viagens o Baixista Ricardo deixou a banda com problemas de saúde (insuficiência Renal) e o baterista Rodrigo tomou a mesma decisão.
A banda gravou mais um disco com uma nova formação, mas não durou muito tempo e o Mutilator encerrou suas atividades de forma muito prematura.
Após 26 anos de seu lançamento oficial Immortal Force ainda é um dos discos mais influentes e respeitado da história do Heavy Metal no Brasil.

Long live the loud.

 
Mutilator em Presidente Prudente / SP 












DISCOGRAFIA

Grave Desecreation (Demo) (1985)


Immortal Force (1987)
Line-up:
Alexandre Magu : Lead Guitars
Kleber : Rhythm guitars, vocals
Ricardo N. : Bass
Rodrigo N. : Drums




Into The Strange (1988)
Line-up:
CM (guitars/backing vocals) (ex-Cova, MX)
Kleber (bass/backing vocals)
Magoo (guitars/vocals) (R.I.P.)
Armando (drums) (ex-Holocausto, ex-Sarcofago)